• Home
  • Notícias
  • Conta de energia elétrica dos gaúchos sobre 22,41%

Conta de energia elétrica dos gaúchos sobre 22,41%

A Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou sexta-feira dia 5 de dezembro, durante Reunião Pública Extraordinária, o reajuste tarifário da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D).

Para os consumidores residenciais (Classe B1) haverá um reajuste de 22,41%. A distribuidora gaúcha atende 1,6 milhão de unidades consumidoras localizadas em 72 municípios do Rio Grande do Sul.No dia 21 de outubro de 2014, a aplicação do reajuste da CEEE-D foi suspensa em razão da inadimplência da distribuidora gaúcha com o pagamento de encargos do setor. Com a decisão do dia (5/12), a tarifa passará a vigorar quando for publicada a Resolução que homologa o reajuste no Diário Oficial da União (DOU).

Entre os fatores apontados como responsáveis pelo reajuste da tarifa da concessionária estão os custos que a empresa teve com compra de energia, transmissão de energia e pagamento de encargos setoriais. Ao calcular o reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais.

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 69 a 230 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural (subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

fonte: www.aneel.gov.br

 

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net